Branding, logotipo e sua marca

Vamos falar sobre branding, mas antes, queria começar com um pedido de desculpas, pode ser? Eu sei, a gente exagera quando o assunto é identidade visual. É que tem muito amor envolvido, sabe? Construir o seu logotipo é dar forma a algo abstrato, resumir em traços e cores algo tão importante. E aí a gente, às vezes, perde a mão e fala coisas sem sentido… :/

Passado o desabafo, vamos aos fatos. Você já deve ter ouvido de um profissional de comunicação que é imprescindível que você modernize seu logo, que desenvolva uma nova identidade visual, que troque suas cores porque as que você usa estão ultrapassadas. Enfim, não é que isso tudo esteja errado. Mas será que isso tem o peso que nós damos? Eu acho que não (e aqui entenda como uma mea-culpa). Na minha opinião — e ela veio com a maturidade — seu logo é importante, mas o imprescindível é o branding!

branding

O que é branding?

Em poucas palavras, branding é o esforço dedicado à gestão da sua marca. E isso, é claro, passa pelo logotipo. Mas só passa. É muito mais amplo e profundo.

Eu adoro a loja de esfirra que fica aqui no prédio da agência. Adoro mesmo. Compro quase toda semana, indico, elogio. E gosto por vários motivos: porque o produto é bom, os atendentes são bem treinados e cordiais, os preços são justos e por aí vai. Mas eu acho o logotipo muito ruim. É confuso, desde o nome até a execução do layout. Mas esta minha percepção jamais me fará mudar de ideia sobre a empresa porque muitas outras expectativas foram atendidas.

Contudo, antes de experimentar, eu poderia ter escolhido comprar esfirra em outro local caso tivesse rolando a tela do iFood despretensiosamente. Provavelmente, dentre tantas opções, eu clicaria na que me parecesse mais “profissional”. Ou seja, não é tão importante, mas tem seu peso, sim, especialmente neste momento de descoberta.

O trabalho de branding cuida do relacionamento da sua marca com seu público em toda sua capilaridade. E marca NÃO é sinônimo de logotipo (aqui está uma das grandes confusões). Sua marca é tudo o que faz o seu público perceber e entender sua existência.

Portanto, é importante que o trabalho de marketing faça as pessoas perceberem mais do que o que você faz ou vende, mas porquê. Há centenas ou milhares de médicos pipocando nas redes sociais e no Google para os pacientes da sua região. A escolha por um ou por outro às vezes é bastante carregada de subjetividade e é aqui que um bom trabalho de branding pode fazer diferença.

No último post do blog (Verdadeiro com seu paciente e com seus valores) falamos de branding, no final das contas. Ter muito claros os valores da sua empresa e empregar isso em cada detalhe faz parte de um bom trabalho nesta área. Não adianta ter um discurso que transmita modernidade, mas pedir ao paciente que preencha uma ficha numa prancheta enquanto espera atendimento.

E como ir além do logo bonito?

Há muitos pontos a considerar, mas o principal é ser fiel à sua essência, ao seu DNA. É claro que haverá campanhas e ações com objetivos diversos, mas deve constar, em o que quer que seja, o seu DNA.

Sua marca precisa ter valores bem definidos e ser fiel a eles a todo momento. No mesmo sentido, é imprescindível que as pessoas entendam sua mensagem, ou seja, o motivo da sua existência no mercado. Além disso, é bom que ela se destaque de alguma forma dos seus concorrentes. Por isso faz parte do trabalho de branding pesquisar o mercado (benchmark)! E, para finalizar, isso tudo deve ser consonante ao serviço prestado, atendendo as expectativas do seu paciente.

Soa quase como compliance, mas o texto não poderia ser encerrado sem a lembrança de que os frutos deste trabalho costumam ser colhidos a médio e longo prazo. Portanto, paciência e perseverança! 😉

logotipo

Por Victor Gimenes

×

Hello!

Click one of our representatives below to chat on WhatsApp or send us an email to filipe@visanacomunicacao.com.br

× Dúvidas?