Como está a sua marca nas redes sociais?

Para além de uma relação meramente comercial, o que há hoje entre a marca e seu consumidor é uma relação humana. A explicação para este fenômeno é simples: a Era Digital criou ferramentas que permitiram a proximidade entre o  público e o objeto de consumo, de forma que é possível este público elogiá-lo, criticá-lo e, por que não, divulgá-lo? Não há mais como existir no mercado físico sem existir no meio digital com foco em redes sociais. E estar atento a essa mudança de comportamento exige das marcas e das empresas empenho e estratégias bem mais elaboradas que antes.

Este relacionamento é extremamente importante porque gera engajamento, publicidade positiva, fidelidade e, possivelmente, venda. Ao quebrar a barreira entre o real e o virtual, empresas podem conhecer o perfil de compra dos seus clientes, aprender com suas preferências e reclamações, ao mesmo tempo em que descobre o tom da interação. Por exemplo, a Netflix é um dos maiores cases de sucesso no assunto:

Outras marcas menos conhecidas também não ficam atrás:

Tudo isso vale para qualquer empresa, de qualquer tipo, tamanho ou formato. Dar um rosto digital para a marca ou empresa é um primeiro passo, mas é bom lembrar: não basta estar presente nas redes, é preciso ser ativo e atraente.

Construir este tipo de relacionamento não é fácil, ainda que possa ser divertido. O conteúdo é muito importante, especialmente o patrocinado – que, além de dar um pontapé inicial, vai ajudar a consolidar o nome do negócio. Por meio de campanhas patrocinadas, dá para definir o raio de alcance da divulgação, além de faixa etária, sexo e outros filtros para a criação de novas ações de marketing digital. Por isso, conteúdo patrocinado deve ser visto como investimento e não como custo.

Hoje não basta apenas vender o produto, é preciso vender também uma experiência individual e personalizada para que o consumidor fixe a marca na mente e siga se relacionando com ela. E, para isso, é preciso conhecê-lo, criando um vínculo para além do universo comercial. Nesse contexto, somente uma coisa segue como sempre: a satisfação do cliente deve ser a garantia do sucesso.

Por Isadora Monteiro

isadoramonteiro