Verdadeiro com seu paciente e com seus valores

verdadeiroPodemos fazer mil planejamentos, criar as melhores estratégias de marketing médico, construir o melhor website. Se nada disso estiver alinhado com a sua imagem e postura, tudo vai por água abaixo. Se a experiência não for completa, ou seja, o paciente, convencido de ir até sua clínica, não for correspondido em suas expectativas, possivelmente ele não te dará outra chance. Porque, cada dia mais, somos intolerantes ao artificial. O consumidor está mais perspicaz e verdadeiro com as empresas com que se relaciona. E, acredite, felizmente, ele espera o mesmo.

Seus valores essenciais devem estar em tudo: isso é ser verdadeiro

Portanto, conecte o ambiente físico com os seus valores. E imprima estes valores em tudo o que simboliza o seu negócio. Em termos práticos: se sua clínica tem como valor principal modernidade e tecnologia, tenha um bom computador à mesa, um ambiente limpo, claro e organizado, faça seu paciente perder o mínimo de tempo no pré-atendimento, ofereça um bom wi-fi. E faça com que isso seja percebido em todos os detalhes da sua comunicação. Sua identidade visual deve caminhar no mesmo sentido. A linguagem escrita deve ser clara, mas pode mencionar alguns termos mais técnicos (sem exageros!). Tudo isso, conectado, será percebido pelo seu paciente. E, desta forma, é muito mais provável que ele se fidelize e referencie você.

Em resumo...

  •  Você, você mesmo, sua pessoa, sua imagem, é a parte mais importante da sua marca.
  • Num mundo cheio de fakes, cada vez mais as pessoas valorizam o verdadeiro, a sinceridade, o real.
  • Se você está disposto a investir na sua comunicação e espera resultados concretos, é imprescindível que se envolva pessoalmente nessa tarefa. Pode ser que você não tenha o perfil de quem gosta de falar de si, divulgar seus gostos ou postar uma foto pessoal, mas vai precisar fazer isso de vez em quando.
  • Tudo é questão de costume. Você precisa entender que o propósito é maior: mostrar aos seus públicos (pode-se considerar aqui pacientes, colegas de profissão, sua secretária, etc.) um pouco de você para que eles tenham a chance de conhecer, mesmo que superficialmente, a pessoa e o profissional incrível que você é.
  • Peça ajuda. Não faça por fazer. Se pode ser melhor, faça melhor.

Por Victor Gimenes

victor